De 13 de Maio de 2006 a 31 de Dezembro de 2012, o meu primeiro blog

//Subscrever

Posts

Domingo, 05 de Junho de 2011

Li com interesse o Editorial de Marco Gomes para "O Basto".

Está disponível, em versão digital, no sítio do jornal: ler "Troika" [aqui].

Ali também comentei o artigo com o texto que transcrevo:

"Creio que é basicamente correcta a visão que o Marco Gomes aqui nos deixa. É isso que está a acontecer com a Grécia: de austeridade em austeridade, sem que a questão de fundo se resolva, vai de mal a pior. Por estes dias, tenho recordado a canção do Sting, no tempo da Guerra Fria: Russians. Penso que esta ideia se aplica à Europa de hoje. Espero que os europeus do Norte amem os seus filhos tanto quanto nós amamos os nossos. Quando esses países assumirem a quota parte de responsabilidade que têm nesta situação; quando os mesmos países perceberem que a provável saída da zona Euro das economias periféricas lhes será prejudicial; talvez então adoptem uma atitude mais realista e ajustada. O problema parece estar na "raiz", isto é, no modelo económico de crescimento permanente que vigorou até há, digamos, 5 anos (?). Não serve mais à Europa, por muito que possa servir, por quanto tempo?, à China, ao Brasil e à Índia... Mas é precisamente por motivos geoestratégicos que o desmembramento da Europa não seria bom, a meu ver, para os europeus em geral (Alemães incluídos) nem mesmo para os Norte-americanos que, apesar de tudo, têm na Europa uma plataforma de confiança, um aliado... "I hope!..."


 

JNobre às 12:31
|