De 13 de Maio de 2006 a 31 de Dezembro de 2012, o meu primeiro blog

//Subscrever

Posts

Domingo, 06 de Março de 2011

Quando considero o que se passa na contestação aos regimes autorítários do norte de África e do Médio Oriente, compreendo em que medida pode ser determinante a opinião expressa sob anonimato ou pseudónimo. Há comentadores e fontes de informação cuja a identidade não é revelada, por motivos de segurança, há lideranças difusas de jovens "administradores" de redes sociais que motivam os descontentes a passarem à acção, dando conta da evolução dos acontecimentos. Mas este tipo de anonimato nada deve ao que vai enchendo as caixas dos "blogs" locais. Pelo contrário, os avatares da contestação colectiva não se representam a si próprios, agem com um  sentido ético de defesa do bem comum e adquirem legitimidade a partir dos que os lêem, escutam e citam.

É hoje disponibilizada "on-line" a décima terceira crónica da minha participação regular n' O Basto em suporte digital. É uma nota de celebração por um ano que passou e um pequeno manifesto de afirmação do meu empenhamento, em dar a face pelas minhas ideias.

É, por fim, um agradecimento: aos responsáveis por esta iniciativa, bem sucedida, e aos meus leitores, a maior parte dos quais, ai de mim!, anónimos...

Para todos, um abraço virtual!

JNobre às 00:00
|